Aparentes Insignificâncias

“ Aparentes Insignificâncias “ é uma série de imagens tiradas durante a quarentena devido ao Covid-19. Todas foram feitas no meu apartamento em São Paulo, Brasil, e refletiram esse período de um estado de espírito contemplativo quando o tempo parecia suspenso. É um diário sobre isolamento vivido durante estes dias.

Levada por esse estado contemplativo, meu olhar reconfigura o sentido do simples, um lugar vago de silêncio, uma cadência harmônica que registra aparentes insignificâncias.

A luz da manhã rarefeita anuncia um novo dia que entra pela janela, cria jogos especulares enquanto se move pela cortina para iluminar nossa intimidade calorosamente. Há uma beleza infinita que pulsa nos pequenos detalhes que geralmente passam despercebidos em nossas rotinas diárias. As imagens capturam essa sensação que me lança em uma atmosfera etérea, delicada e melancólica.

Ana Leal (n. 1969, Brasil) é uma artista que se utiliza da fotografia em seus trabalhos. Natural de Recife, Nordeste do Brasil vive e trabalha atualmente em São Paulo. Concluiu o mestrado em Belas Artes na Universidade Internacional de Artes e Design de Miami - Art Institutes (2018) e o Curso Profissional em fotografia pela Escola Pan-Americana de Artes de São Paulo (2013).

Leal recebeu o prêmio Latin America Fotografia 7 e o 15º Prêmio Julia Margaret Cameron. Seu trabalho foi exibido nos Estados Unidos e no Brasil.